Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Pode a essência se comunicar através de um olhar silencioso? Com essa inquietação a arquiteta Shirley Soares produziu “Essência”, exposição que entra em cartaz na Galeria de Artes Helena Calil (Largo São Benedito, s/nº) nesta segunda-feira (2) e segue até o dia 21 de dezembro.

A partir dessa pergunta a artista Shirley Soares cria personagens representados por meio de sentimentos, inquietações, dúvidas, sonhos e certa dose de realidade.

Composta por 24 desenhos com caneta esferográfica gel (a base de água), tinta acrílica e colagem em papel e ainda cinco telas em tinta acrílica, “Essência” é a busca pessoal da artista em representar a natureza íntima de alguns sentimentos.

“Com os olhos fechados e de forma silenciosa é que muitas vezes dizemos o mais importante. A busca constante e a urgência em evoluir, fazem com que nosso foco, seja calibrado constantemente para alcançar algo que parece distante e muitas vezes inatingível”, explica a artista.

Nas obras, o destaque para o terceiro olho, que ilustra essa busca, o olhar pela mente.

Natural de São José dos Campos, Shirley Soares é arquiteta e sempre buscou nas artes plásticas, de forma autodidata e intuitiva, uma maneira de retratar e observar o mundo a sua volta. A artista faz parte do Coletivo Chicas, que se dedica a um trabalho conceitual e autoral em plataformas variadas e já expôs em São José dos Campos e Taubaté.


 

Programação



 

Links