Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Os poemas podem ser levados pelos frequentadores, e aos que quiserem escrever, também será disponibilizados papel e caneta / Foto: Paulo Amaral

Ter uma árvore e poder colher poesias pode parecer um sonho. Mas na Casa de Cultura Lili Figureira, na região sudeste da cidade, isso é possível sim. Durante todo este mês de março, alunos, profissionais e comunidade poderão “colher” poemas que revelam a força do povo do sertão.

Extraído do livro “Das Várias Formas de Dizer o Tempo”, que registra a conversa entre a poesia de Adri Aleixo e a fotografia de Lori Figueiró, a temática do livro segue entorno do Vale do Jequitinhonha, região situada no nordeste de Minas Gerais, evidenciando a cultura de um povo.

Os poemas podem ser levados pelos frequentadores. E, aos que quiserem escrever, poetas e poetisas, também estará disponível papel e caneta no local.

O projeto

O projeto Pedepoesia, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, procura despertar o hábito de leitura nos frequentadores das casas de cultura. Penduradas em árvores, as poesias de autores nacionais e internacionais podem ser levadas para casa. O público também pode escrever e pendurar suas próprias poesias, sendo elas autorais ou não.

 

Casa de Cultura Lili Figureira    
Rua Roberto Cruz, 40 – Jardim Santo Onofre
(12) 3942-1005

 

Publicado em: 13/03/2020

Programação

 

Links