Fundação Cultural Cassiano Ricardo


Parte interna do Ateliê de Artes Visuais Johann Gütlitch, localizado no Parque da Cidade / Foto: Divulgação

“Mexer com arte é muito bom, uma terapia que me desperta a criatividade. Além de todo o aprendizado, permite conhecer pessoas”, conta a arquiteta Ilca Deák, 56 anos, que nesta quinta-feira (11) participa da primeira aula de cerâmica de alta temperatura, do Ateliê de Artes Visuais Johann Gütlitch, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo.

Ilca é uma das 148 pessoas que foram selecionadas para participar das oficinas oferecidas pelo ateliê a partir desta semana. Ontem (9), 45 alunos eram esperados para o início das oficinas de desenho, escultura e encadernação manual. “Acredito que tudo está ligado e é sempre bom aprender coisas novas”, completa Ilca.

Outros 103 alunos estão distribuídos nas oficinas de aquarela, cerâmica de baixa temperatura, gravura, fotografia pin hole, xilogravura e pintura. Ao todo, são dez oficinas e as matrículas devem ser confirmadas no local até o dia 13, no dia e horário da realização de cada oficina. Ao final de cada curso, os alunos receberão um certificado de participação.

Formato das aulas

Misae Odo, orientadora do curso de cerâmica de alta temperatura, considera o novo formato das aulas interessante. “É uma forma de proporcionar novos olhares para a arte do fazer. O aprendizado artístico abre a mente e desperta novas diretrizes nos alunos. Quando eles fazem um curso, muitas vezes querem fazer outros também”, ressalta Misae.

Os projetos dos cursos têm como parâmetro pedagógico a ‘abordagem triangular’, sistematizada pela arte-educadora brasileira Ana Mae Barbosa e que embasa as ações de formação do ateliê. Esta abordagem prevê o fazer artístico (praticar arte), contextualização (reconhecer onde a arte está manifestada) e apreciação (observar os elementos que compõem a obra).

Grupo de estudos

Alguns alunos que não conseguiram uma vaga para as oficinas, mas ficaram próximos da pontuação necessária, foram selecionados para participar de um grupo de estudos semanal de 30 integrantes. As matrículas devem ser confirmadas no local, no dia 23 de abril, às 19h. O conteúdo completo da atividade será discutido no mesmo dia e horário.

Workshops

Além das oficinas livres, o ateliê oferecerá workshops sobre algumas áreas dos cursos do local, com o objetivo de dar aos leigos um conhecimento básico de determinada técnica. As atividades terão suas datas definidas ao longo dos encontros e serão abertas à toda a comunidade.

 

Ateliê de Artes Visuais
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

(12) 3924-7300 / 7357

Publicado em: 10/04/2019

Programação



Links