Fundação Cultural Cassiano Ricardo


Foto: Messias Britto (à direita) - Ingrid Britto | Hércules Gomes (à esquerda) - Riba Dantas.

A quarta-feira (10) desta semana será especial para os amantes do choro, quando dois grandes nomes do cenário nacional, Messias Britto e Hércules Gomes, subirem ao palco do Teatro Municipal, a partir das 20h. Os músicos são a primeira grande atração do IV Festival de Choro Pixinguinha no Vale, aberto no último sábado (6) e previsto para terminar sábado (13), com muitas outras atividades.

O show tem classificação livre e o ingresso é solidário. Os interessados devem fazer a reserva no site da instituição e trocar por 1 pacote de arroz ou feijão no local do evento, em prol do Fundo Social de Solidariedade. O evento é uma realização conjunta da Prefeitura de São José, Fundação Cultural Cassiano Ricardo e um grupo de músicos da cidade; com apoio do Parque Vicentina Aranha e Sesc São José.

Na primeira parte do show, Messias Britto apresenta seu trabalho autoral Cavaquinho Polifônico, onde ele realiza ritmo, harmonia e melodia ao mesmo tempo, usando o instrumento tanto para solo quanto acompanhamento, desenvolvendo a chamada polifonia. Na sequência, o pianista Hércules Gomes homenageia os pianeiros brasileiros com um repertório intitulado Pianeiros Chorões.

“Fico muito feliz em fazer parte de um evento desse porte dedicado ao choro. Desde que estou em São Paulo, sentia falta de algo assim. Esse é o quarto ano que participo e quero ver esse projeto crescer cada vez mais. Tenho certeza que o show vai ser ótimo, principalmente porque é algo bem inusitado um show solo de cavaquinho”, destaca Messias Britto.

Repertório

O repertório do show é composto por 24 músicas, entre elas Qui Nem Jiló, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, Carinhoso, de Pixinguinha e João de Barro, Na Baixa do Sapateiro, de Ary Barroso, Gaúcho, de Chiquinha Gonzaga, Bordões ao Luar, de Tia Amélia e Fandangoso, de Laércio de Freitas, além de músicas autorais como Íngreme e Baile das 4 Cordas, de Britto.

Perfis

Nascido em Euclides da Cunha (BA), Messias Brito conheceu o choro aos 14 anos, ao ouvir Waldir Azevedo em um disco de vinil. Fascinado pelo gênero, formou com amigos o primeiro grupo de choro do sertão baiano. Em 2016 foi vencedor do Prêmio MIMO e em 2017 gravou o primeiro disco em que o cavaquinho atua sozinho do início ao fim: Cavaquinho Polifônico. Messias vem se destacando como uma das grandes revelações da música instrumental brasileira.

Natural de Vitória (ES) e radicado em SP, Hércules Gomes é considerado um dos mais representativos pianistas brasileiros da atualidade, já tendo se apresentado em alguns dos mais importantes festivais de música no Brasil e no exterior, como o Festival Internacional Jazz Plaza (Havana, Cuba), Brazilian Music Institute (Miami, EUA), Festival de Inverno de Campos do Jordão (São Paulo, Brasil), etc.

Teatro Municipal
Rua Rubião Júnior, 84 - 3º andar

(12) 3942-1144

Programação



Links