Fundação Cultural Cassiano Ricardo


A Cia. Novos Atores apresenta sua versão da comédia grega Lisístrata, no Centro de Estudos Teatrais no sábado, dia 9. / Foto: Paulo Amaral FCCR

“A arte tem grande poder de fazer refletir e nosso objetivo é aproveitar a força do teatro para apresentar temas realmente relevantes para as discussões contemporâneas. A questão dos direitos das mulheres é um deles”, afirma Victor Narezi, diretor da Cia. Novos Atores, de São José dos Campos, fazendo uma referência ao Dia Internacional das Mulheres (8 de março).

O grupo apresenta a peça Lisístrata-s neste sábado (9), às 21h, no Centro de Estudos Teatrais (CET), da Fundação Cultural Cassiano Ricardo. O espetáculo (que faz parte do projeto Circulação) é uma das atrações, deste mês, da temporada de teatro do CET. A programação ainda prevê a apresentação de outras peças, nos dias 16 e 23, onde a mulher é a protagonista.

A temporada de teatro no CET contribui para dar visibilidade aos trabalhos de grupos de teatro da cidade e região, que se utilizam do espaço para o exercício, experimento e prática dos seus trabalhos. Neste ano, já passaram pelo local três espetáculos diferentes.

Programação

Dia 9: Lisístrata-s (12 anos), com Cia. Novos Atores (Projeto Circulação)
Qual é o lugar da mulher? Na cozinha? Em casa cuidando de seus filhos? A comédia grega Lisístrata - A Greve do Sexo nunca esteve tão atual. Na trama, a Grécia está em guerra e Lisístrata reúne as mulheres e propõe uma ação inusitada: uma greve de sexo até que os homens assinem o acordo de paz. 

Dia 16: SPL – Saltos, Pantufas & Lingeries (16 anos), com Wania Merigo (Projeto Circulação)
Por meio da personagem Walentina, a encenação retrata a realidade do universo feminino, principal objetivo do espetáculo, que é percebida pelo público por meio dos três momentos: momento salto, momento pantufa e momento lingerie. Assim, a personagem dá soluções para driblar as instabilidades emocionais. 

Dia 23: Birita: Procura-se (12 anos), com A Casa das Lagartixas Teatro Clube (Fundo Municipal de Cultura)
Todos os dias você acorda e se dá conta de que tem contas para pagar. É preciso equilíbrio e uma boa narra(tiva)ção para diminuir ou aumentar a pressão. Birita é uma palhaça (d)eficiente que, para (sobre)viver, parte em busca de um emprego e desafia (seus) limites para exercer alguma função importante em sociedade.

Centro de Estudos Teatrais (CET)
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana
(12) 3924-7300 / 7341

Publicado 07/03/2019

Programação



Links