Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Eliza Trone, professora aposentada com 65 anos e aluna da oficina de violão avançado, conta que tem muito carinho pelo local / Foto: Paulo Amaral - FCCR

Há 66 anos, exatamente no dia 12 de outubro, era inaugurado na região norte da cidade o Cine Santana, que a partir de 1994 passou a ser casa de cultura da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e reconhecido, em 2002, como patrimônio histórico do município. A proposta inicial, de ser um cinema e servir para apresentações culturais, foi mantida pela instituição, que ainda agregou ao espaço outras atividades, como oficinas culturais e palestras do segmento.

O auge da sua atividade ocorreu nos anos 50 e 60, quando exibia filmes das antigas companhias de cinema, Atlântica e Vera Cruz, e do conhecido artista e cineasta Amácio Mazzaropi, em projetores de cinema de 35mm, com iluminação a carvão. Hoje, como casa de cultura, recebe, por ano, em torno de 15 mil pessoas de todas as idades. Para este mês foi definida uma extensa programação com sessões de cinema e apresentações teatrais e musicais.

Personagem

Frequentadora da casa de cultura desde os 5 anos de idade, Eliza Trone, professora aposentada com 65 anos e aluna da oficina de violão avançado, conta que tem muito carinho pelo local. Foi no antigo Cine Santana que ela recebeu o diploma do antigo curso ginasial e conheceu seu marido. “O Cine Santana faz parte da minha vida. Era aqui que os amigos se encontravam. Foi lá que conheci meu marido”, ressalta.

“Sou apaixonada por aquele cinema, é um paraíso para mim, pois eu tive um câncer e para me recuperar emocionalmente decidi aprender a tocar violão na oficina realizada lá. Depois, meus netos também ingressaram em outras oficinas e isso ajudou muito no crescimento deles”. 

Casa de Cultura Cine Santana
Av. Rui Barbosa, 2005 – Santana

(12) 3942 - 1226

Programação



Links