Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Foto: Divulgação

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo exibirá, neste mês, oito filmes de longa-metragem, com entrada gratuita. As exibições ocorrerão às segundas-feiras (dias 6, 13, 20 e 27), na Casa de Cultura Cine Santana (região norte), e às terças-feiras (dias 7, 14, 21 e 28, na Casa de Cultura Flávio Craveiro (região sul), com sessões em diferentes horários.

Os filmes são disponibilizados por meio do Programa Ponto MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo) e das plataformas Guarda-Chuva e VídeoCamp (Projeto Casa com Cinema). Alguns são do gênero drama e outros têm temática circense, por conta da IV Mostra de Arte Circense que acontece, neste mês, na CC Flavio Craveiro.

Programação

Casa de Cultura Cine Santana (Ponto MIS)

Dia 6 – 14h e 19h:  Histórias que só existem quando lembradas (10 anos)

Madalena (Sônia Guedes) é uma velha padeira da cidade de Jotuomba, localizada no Vale do Paraíba (RJ). Ela é muito ligada à memória de seu falecido marido e da história da cidade. Quando Rita (Lisa E. Fávaro), uma jovem fotógrafa chega na cidade, a vida das duas começa a mudar.

Dia 13 – 14h e 19h: O Menino da Porteira (12 anos)

O boiadeiro Diogo, ao conduzir uma grande boiada para a fazenda Ouro Fino, do Major Batista, passa pelo sítio Remanso, onde trava amizade com Otacílio e seu filho Rodrigo, o ‘menino da porteira’. A aventura se passa no sudeste do Brasil, nos anos 50, e envolve amor, drama e um clima de guerra.

Dia 20 – 19h: Ventos de Agosto (14 anos)

Um pesquisador de som de ventos alísios desembarca em uma pacata vila de pescadores e abala a rotina de Shirley (Dandara de Morais), que trabalha em uma fazenda, e Jeison (Geová Manoel dos Santos), praticante da pesca submarina. A maré está alta, os ventos fortes e a vila nunca mais será a mesma.

Dia 27 – 14h e 19h: Girimunho (Livre)

Esta é a história de duas mulheres que observam os redemoinhos no rio em pleno sertão mineiro. Uma delas perdeu o marido e sofre em silêncio, tendo apenas as novidades dos netos como consolação. A outra carrega consigo um tambor e marca o ambiente com seus sons.

 

Casa de Cultura Flávio Craveiro (Casa com Cinema)

Dia 7 – 19h: Jonas e o Circo sem Lona (Livre)

Jonas tem 13 anos e é filho e neto de artistas de circo. O garoto tem seu próprio circo improvisado, frequentado pelos moradores do pobre bairro onde vive, na Bahia. É ele. O menino pretende abandonar a escola para se juntar ao tio e viver num circo itinerante, mas a mãe prefere que ele permaneça na escola. No meio desta briga, ele descobre as dificuldades da vida adulta.

Dia 14 – 19h: O Rei do Show (10 anos)

P.T. Barnum, um showman que tem uma tendência natural de enganar seu público, decide montar um circo na esperança de ficar famoso. Durante sua saga há ainda uma importante questão pendente em sua vida, uma paixão cega pela cantora Jenny Lind.

Dia 21 – 19h: Água para elefantes (14 anos)

Jacob Jankowski é um estudante de veterinária que está perto de se formar quando uma tragédia o força a abandonar a escola. Jacob consegue um emprego como tratador de animais em um circo e conhece Marlena, uma bela artista de circo. A compaixão que ambos sentem por um elefante especial chamado Rosie, os leva a se apaixonar, mas August, o marido de Marlena, se coloca no caminho deles.

Dia 28 – Chocolat (12 anos)

O jovem Rafael Padilha é negro e nasceu em Cuba em 1868. Foi vendido quando ainda era uma criança. Anos depois ele consegue fugir e é encontrado nas docas por um palhaço que o coloca nas suas apresentações. Em seguida, Padilha passa a ser conhecido como Chocolat, tornando-se o primeiro artista circense negro na França, um grande sucesso no final do século XIX

 

Casa de Cultura Cine Santana
Av. Rui Barbosa, 2005 – Santana

(12) 3942-1226

Casa de Cultura Flávio Craveiro
Av. Lênin, 200 – Dom Pedro I

(12) 3966-1136

 

Publicado em 03/08/2018

Programação



Links