Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Painel "Ipê Branco e o Banhado", do mosaicista Evaldo Eras.

“A forma com que o Banhado foi representado no seu trabalho é magnífica, o artista conseguiu retratar muito bem algo que tem uma grande importância para São José dos Campos”, avaliou a munícipe Maria do Carmo Nunes de Oliveira, uma das quase 400 pessoas que já visitaram a exposição ‘Memória e Identidade Joseense’, do artista Evaldo Eras, montada na Casa de Cultura Eugênia da Silva, no Parque Novo Horizonte.

A exposição é composta de um painel em mosaico (de 1m80 x 90cm), que leva o nome de ‘Ipê Branco e o Banhado’, e de fotos que mostram o desenvolvimento da região leste do município; e segue aberta até o final de agosto, com apoio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e realização da Prefeitura de São José dos Campos.

Evaldo Eras explica que retratou o Banhado no painel pelo local lhe trazer recordações da infância e por nunca ter um ponto específico da cidade em seus trabalhos. O painel foi desenvolvido entre os anos de 2014 e 2015, em trabalho conjunto com o Centro Pop (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua).

Casa de Cultura Eugênia da Silva

Rua dos Carteiros, 110 – Parque Novo Horizonte

(12) 3907-8024

Programação FCCR

Links