Fundação Cultural Cassiano Ricardo


Foto: Jouvani Reis 

Mais uma vez a Prefeitura de São José dos Campos homenageia o professor, escritor, jornalista e folclorista Francisco Pereira da Silva, o Chico Triste. Organizada pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR), tem continuidade nesta quinta-feira (8) na casa de cultura que leva seu nome, na Vila Tesouro, a 12ª Semana Chico Triste. As atividades vão até sexta-feira (9) e são franqueadas ao público.

Na abertura segunda-feira (5), o documentário ‘Memórias de Chico Triste’, elaborado pela FCCR a partir de documentos da Coleção Francisco Pereira da Silva, do Programa Memórias, exibiu momentos da vida do homenageado e de sua trajetória pela cultura popular do Vale do Paraíba. Também houve apresentação de aprendizes da oficina de Brincadeiras Infantis e homenagem aos ‘mestres’ Luiz Marinho e Gusmão.

Ainda como parte da programação de abertura, uma roda de conversa mediada pelo coordenador do espaço, Wangy Alves, reuniu parentes e amigos de Chico Triste, como seu sobrinho neto José Pereira da Silva e sua sobrinha Valéria Barbieri, o alfaiate Jorge Israel de Souza e o jornalista e escritor Luiz Paulo Costa.

 Da esquerda para a direita - José Pereira da Silva (sobrinho neto), Jorge Israel de Souza (amigo e alfaite), Valéria Barbieri (sobrinha), Luiz Paulo Costa (amigo e jornalista) e Wangy Alves (FCCR) | Foto: Jouvani Reis 

A programação também prevê a realização de roda de viola, exposições, apresentações de Jongo, Moçambique e Congada, além de brincadeiras com bonecões e homenagens a mestres da cultura popular. Durante todo o mês estarão expostos na casa de cultura poemas, textos, livros, reportagens e outras publicações do homenageado. A Semana Chico Triste foi criada em 2005 e acontece sempre no mês de junho.

Confira a programação

Dia 8, às 9h: Vivência de Cultura Popular – Atividade de resgate de brincadeiras infantis com alunos de escolas públicas, com a educadora Ana Maria Carvalho. Homenagem à figureira Maria Benedita Vieira, a Mudinha, e a Maria José (com participação do Grupo Santo de Casa).
Dia 9, às 19h30: Apresentações dos grupos Jongo Mistura da Raça, Moçambique da Vila Tesouro, Congada dos Filhos D’Zambi e brincadeiras com os bonecões Gigantes do Vale e Piracema. Homenagem ao mestre Lourenço.

Perfil

Francisco Pereira da Silva era sergipano, nascido em 5 de junho de 1918, e contribuiu para a cultura do Vale do Paraíba com suas crônicas e estudos sobre o folclore. Como jornalista fundou o jornal ValeParaibano, foi editor do Anuário Caçapavense, fundador do semanário Roteiro de Caçapava, redator do jornal Diário da Manhã, cronista do jornal Agora, entre outros jornais.

Chico Triste também fundou a Biblioteca Pública Edgard Pontes, de Caçapava, e o Instituto Histórico e Geográfico de Ubatuba. Foi membro do Conselho Municipal de Cultura, da Sociedade Joseense de Cultura, da Comissão Paulista de Folclore e da Associação Brasileira de Folclore. Faleceu no dia 10 de março de 1981, em São José dos Campos.

SERVIÇO
Casa de Cultura Chico Triste
Rua Milton Cruz, s/nº, Vila Tesouro
(12) 3929-7559

 

Links