Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Capela Nossa Senhora da Saúde - Sanatório Antoninho da Rocha Marmo

 

Autor do Projeto: Álvaro Carlos de Arruda Botelho (Arquiteto)

Ano de Construção: 1946

Ano de Inauguração: 1952

Endereço: Av. Heitor Villa- Lobos, 1961

 

 

Antoninho da Rocha Marmo nasceu em 19 de outubro de 1918, em São Paulo, e faleceu em 12 de dezembro de 1930, com apenas doze anos, vítima de tuberculose pulmonar. Embora não reconhecido oficialmente pela Igreja Católica, é considerado e chamado de “Santo Antoninho”, devido aos vários milagres a ele atribuídos.

 

Em sua história de vida, é difícil separar o que é fato do que é lenda. Conta-se, por exemplo, que Antoninho costumava celebrar missas num pequeno altar construído por ele, vestindo paramentos que recebera de presente do bispo da Diocese de Taubaté, “Dom Epaminondas Nunes D’Avila e Silva”, paramentos que haviam sido usados pelo próprio bispo.

 

Seja como for, tendo contraído a tuberculose, Antoninho veio morar em São José dos Campos. Por decisão dos pais, foi transferido para Campos do Jordão, mas não se adaptou ao clima e foi trazido de volta.

 

A história encontrada nos sites da internet em torno de sua vida e da construção do Sanatório Antoninho da Rocha Marmo diz que o prédio teve o seu início num desejo do próprio Antoninho, que teria indicado para os seus pais um terreno em São José dos Campos onde eles deveriam construir um hospital para tratamento das crianças vítimas da tuberculose. Onze anos após a morte do menino (1941), sua mãe, juntamente com um grupo de senhoras das capitais paulista e carioca, formou a Associação Sanatório Antoninho da Rocha Marmo, com sede em São Paulo, com a intenção de arrecadar fundos para construir um sanatório específico para crianças carentes.

 

Contou com a ajuda das freiras da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, que cuidava de crianças desamparadas, especialmente órfãs de pais tuberculosos. Essa instituição veio depois a receber, através de doação, o sanatório infantil como patrimônio.

 

Implantado na então zona sanatorial, próximo à antiga entrada Rio-São Paulo, o Sanatório Antoninho da Rocha Marmo contava inicialmente com 50.569 m2 de área. Como forma de se manter e angariar fundos, seu território foi fracionado, estando reduzido hoje a 27.770 m2.

 

Na década de 1980, quando o tratamento e controle da tuberculose passaram à vigilância ambulatorial, houve necessidade de uma reestruturação no atendimento hospitalar, passando o sanatório a atuar como Hospital Infantil de Clínica, recebendo os pacientes da rede pública municipal.

 

Em julho de 1996, teve início a clínica obstétrica, sendo o hospital de referência regional para pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS – e compondo o Programa Estadual de Referência Hospitalar para o Atendimento à Gestante de Alto Risco.

 

O sanatório foi projetado para atender inicialmente 52 leitos, com previsão de ampliação dobrando sua capacidade para 104 leitos, dentro do sistema de claustro.

 

 

 

A Capela

 

A Capela Nossa Senhora da Saúde teria sido construída em favor de Nossa Senhora da Saúde devido ao fato de Antoninho ser dessa devoção. Foi construída ainda em 1952, ao lado do pavilhão do refeitório, com acesso através de um hall, onde encontramos um painel de azulejos com a imagem do Antoninho, em tons de azul.

 

A capela apresenta conjunto arquitetônico próprio em estilo neobarroco. Possui um largo frontal (átrio), com cruzeiro característico do barroco mineiro.

 

Vários elementos compositivos foram doados por famílias paulistas e cariocas, como os vitrais e os bancos. Os vitrais executados pela “Vitrais Conrado Sorgenicht S.A.”, foram doados pelas famílias Lahud e Cibin.

 

Na fachada frontal, acima do portal, encontramos uma gravura doada por Z. Piegas feita em mosaico de cerâmica esmaltada, feita por uma firma de São Caetano.

 

Em 1999, foi realizada restauração, sendo acompanhada por profissionais contratados pela própria Irmandade. Naquele momento foram feitas a troca do forro de estuque e a instalação de uma laje.

     

 

 

Programação



 

Links